Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




pai

por M.J., em 17.08.17

uma amiga de infância contou-me uma vez, num café casual de fim de semana, um episódio que me marcou pela simplicidade e uma certa dimensão de amor que nem sempre entendo.

a história é rápida e conta-se de um trago:

 

depois de acabar a licenciatura demorou cerca de um ano a encontrar trabalho. 

um ano em que voltou a casa dos pais, fez e refez currículos, enviou, procurou, fuçou, desesperou, desistiu e voltou a tentar.

um ano em casa, no quarto de infância, com os quadros de outrora nas paredes e duas bonecas de porcelana em cima de um móvel, a lembrar-lhe que devia ter prosseguido quando, afinal estava de regresso ao passo atrás.

 

no meio desse ano infernal, que a pôs à prova, o pai foi um dia encontrá-la a chorar, copiosamente, agarrada ao computador.

o motivo era evidente, numa costumada recusa a um currículo enviado, muito cordial mas muito negativa. e essa recusa, uma outra igual a tantas, tinha nela aberto uma torrente de pranto, na quebra da apatia e do tédio de uma vida em suspenso, que a fez desafabar que não conseguia mais. que se sentia presa às circunstâncias. que não dava para prosseguir. que estava manietada. que as paredes se abatiam sobre ela. que sentia, sabia disso, que não aguentaria mais um dia que fosse olhar as cores daquela casa, a impedi-la de respirar.

 

no dia a seguir o pai pintou toda a casa.

pintou divisão a divisão, cor por cor, na mudança de uma coisa só, que fosse, para serenar o sofrimento. 

e foi aquela demonstração de amor, de atenção, de consideração pelo sofrimento dela espelhado numa coisita, que a fez levantar a cabeça com mais afinco e fuçar ainda mais até encontrar. 

 

hoje - tantos anos depois - tem um óptimo emprego numa cidade distante e à sua espera uma casa pronta a mudar-se para a receber, sempre que for preciso.

e um pai.

com toda a total dimensão dessa palavra.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

oh vai ver ali:

publicado às 17:53


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Joana B. a 14.09.2017 às 12:16

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



foto do autor