Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




conheço duas pessoas

por M.J., em 23.01.17

DUAS meus senhores, duas pessoas do sexo masculino que já têm bilhetes para a ante-estreia do filme onde a fulana apanha porradinha nas fuças como gente grande.

repito: 

* duas pessoas (tendo em conta as minhas capacidades de socialização duas pessoas é quase uma multidão);

* do sexo masculino (para fazer as vontades às respectivas)

* com bilhetes para a ante-estreia (que é mais caro e tudo e não aceita descontos de cartões e afins).

 

há aqui qualquer coisa que me está a falhar:

serão as maminhas da menina (que poderiam passar pelas de uma adolescente precoce), os abdominais do menino ou a possibilidade de repetirem em casa o que veem no escurinho do cinema?

 

mas que consumição. 

publicado às 15:30


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Cristina a 23.01.2017 às 19:44

última hipótese.
se não se sabe o que é o erotismo, por que não começar pelo bondage?
pode-se sempre ficar por aí.
Imagem de perfil

De M.J. a 24.01.2017 às 11:43

O problema daquilo não é a porradinha. É a falácia em que assenta. É a ideia mascarada de que o Príncipe encantado existe, é podre de rico, persegue meninas sem atributos nenhuns, transforma-se em dono do corpo delas e isso é tudo muito romântico.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada