Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




definindo em alta

por M.J., em 05.07.16

está na moda as nossas estrelas mais brilhantes sentarem-se numa cadeira em frente a um apresentador e desenrolarem um vale de lágrimas sonantes, sem ranho que a compostura quer-se. o homem nem tem que falar muito. saca das trivialidades domésticas de cada um, as banalidades diárias que constituem uma vida, as tragédias de cordel que doem mas não matam e há um desenrolar de lágrimas.

cai-se no ridículo.

que cada um encontra na vida a maneira de a ultrapassar o que lhe dói não há dúvidas.

mas cada um não pode ficar surpreendido por, escarranchando essa vida na tv, ao som de músicas da moda, uma languidez pop pirosa, não ver assumida a empatia pelas suas dores em todo o resto do mundo.

 

vi a ágata ontem, no alta definição. sou uma parola e, enquanto organizava uma série de papelada pus aquilo, em fundo, para perceber as dores da vida senhora.

um vale de lágrimas, um rosário de martírios. a santidade de si própria assumindo-se sem defeitos graves - normalíssimo, vá, não escapa à moda - enquanto chorava copiosamente por, em tempos idos, ter de vender pão para comer.

há quem tenha de comprar pão, contando os tostões para matar a fome. ágata chora porque o vendia, na tristeza de uma profissão menor, incomparável à grandeza de ser cantora pimba e aparecer num videoclipe em roupas menores.

pelo menos ágata não assume que não sabia ser gay antes de casar como em tempos fez cláudio ramos.

ágata só falou em luz e elogiou a própria pele, chorando em frente a um apresentador que, sem falar, serve de psicoterapeuta a uma série de celebridades decadentes.

 

mais valia escreverem num blog! 

publicado às 12:29


2 comentários

Imagem de perfil

De Gaffe a 05.07.2016 às 13:18

Eu também vi!!!!
De raspão, mas vi.
Não me digas mal da Ágata!
Eu adoro cantarolar:
"Sai, sai da minha vida... Sai, não te aguento mais ... Sai, não quero sofrer..." "Eu já sabia tudo
Mas tu lá no fundo pensavas que não
Nem sequer disfarçavas, as marcas deixadas no teu jaquetão.
Sim, as madeixas negras
Que hoje ainda negas, mas que eu te digo
Que são, são da mesma dona.
Desse novo aroma, que trazes contigo."

Isto é maravilhoso!!!
Ninguém me venha dizer que o Scott Matthew faz melhor.
:D
Imagem de perfil

De M.J. a 05.07.2016 às 13:25

obrigava-te a beber uma cerveja agora. ou duas! :D

ver só de raspão não chega. é preciso atentar nos pormenores. só assim se percebe certas coisas dramáticas da vida da senhora.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada