Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




do ser

por M.J., em 18.03.15

consigo sentir a dor de que fui feita um dia. a dor que eu era. o corte na pele, a ausência de sono, a desnecessidade de comer. a falta de qualquer perspectiva, objectivo, clareza ou racionalidade.

consigo sentir o medo a correr-me pela pele, como minúsculos choques eléctricos. consigo sentir a angústia, o desespero em falta de palavras.

consigo sentir-me no que era.

estranhamente não me consigo sentir no que sou.

 

tem dias que sei que só sei ser trevas.

e quando não as sou simplesmente não sou.

 

 

publicado às 19:50


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada