Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




cães a ladrar toda a noite.

vizinhos devem chamar a polícia?

sim.

não.

 

16387429_1731186550240963_6076154696016868457_n.jp

(eu sou a favor do sim.

incluindo durante o dia por ladrares constantes por mais de vinte minutos.

por mais que goste de animais, no dia em que o interesse deles estiver acima do interesse dos humanos muito mal vai o mundo. um cão não pode ter mais direito a ladrar do que um humano cansado a descansar. desculpai lá qualquer coisinha.)

publicado às 14:26


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Sofia Marques a 31.01.2017 às 16:23

A meu ver chamar a polícia só em último recurso.
1- Se for um ladrar/miar que só aconteça de vez em quando tolero. Já tive uma gata e como sabem gatos miam à noite. Eu não gostava e de certo que os vizinhos também não e que remédio tinha eu se não levanta-me o ver o que ela queria.
2- Se for um miar/ladrar constante então é algo para incomodar. Tive uns vizinhos de cima que tinham um cão e não o levavam à rua, nem lhe abriam as portas das varandas, pois passavam muito tempo fora de casa. Conclusão: o cão esgravatava o chão de todas as divisões junto às portas (sala, cozinha, 2 quartos e porta da rua) para ver se conseguia sair. A partir das 5 - 5:30 da manhã ninguém dormia. Até que enfim... devia fazer algures na casa... Eu fui falar com o vizinho e outros fizeram o mesmo. Tudo correu bem e ainda se brincou com a situação porque quando nós (vizinhos) resolvemos queixar-nos eles iam sair do prédio. Tudo isto para dizer, se a pessoa não tem condições para criar/ter animais, não os tenha. Santa paciência. Os vizinhos não tem culpa e a pessoa em questão tem de ser responsável pelos animais que tem.
3- Se eu fosse falar com o tal vizinho e este fosse mal educado e coisa assim, ponderava seriamente em chamar a polícia pois o cão/gato não tem culpa de ter um dono assim.
4- Por mais defensora que eu seja dos animais não se compara animais com crianças. E como o assunto do post não é esse não me vou alongar mais.
Imagem de perfil

De M.J. a 01.02.2017 às 10:34

1. um ladrar/miar de vez em quando consigo tolerar. há um gato no meu bairro, siamês, gordo, sem dono, quase obeso que na altura do cio mia como se o estivessem a capar. confesso que lhe acho piada, mesmo quando é debaixo da minha varanda.

2. não consigo - ainda - ser tão civilizada. entendo que se os vizinhos sabem (porque também têm ouvidos) que os seus animais estão a incomodar e não fazem nada é porque não querem fazer. e se não querem a alternativa é que alguém imponha a que o façam. não consigo tratar com muita consideração quem não o faz por mim.
Sem imagem de perfil

De Sofia Marques a 01.02.2017 às 11:07

No ponto 2 concordo consigo. Quando se sabe quem é o dono do animal e sabemos que eles sabem que os seus bichinhos estão a incomodar e nada fazem é diferente.
Se não há consideração por nós, nós também não temos que ter.

Mas mesmo assim, não chamo a policia logo, aviso mas um aviso nada civilizado.

Assim do género:

Um vez o gato do vizinho do meu pai que gosta de fazer os seus cocós nos jardins alheios estragou o quintal todo aos meus pais e melhor, deitou-se em cima do tejadilho do carro deixando um rasto de riscos no carro. O vizinho foi avisado que havia veneno no quintal e se queria o seu gato com vida que o pusesse dentro de casa ou que lhe mete-se uma trela (atenção: não havia veneno em lado nenhum mas se a pessoa gosta do animal resulta - como resultou neste caso -, se tivesse continuado tudo igual, aí a polícia tinha de intervir).

Já em minha casa (e eu ainda não tinha a minha gata), que vivo num primeiro andar, mas que as varandas da cozinha estão ligadas por um muro. Ora a minha vizinha que tinha uma marquise achava fixe fechar a janela com o gato no dito muro, avisei cordialmente umas 2 vezes pois era nova prédio e tal mas um belo dia chego a casa e é um cheiro a xixi e cocó que não se pode pois tinha deixado a porta da cozinha aberta com os estores baixos. Tinha sido o gatinho, aliás ele ainda lá estava. Só lhe bati à porta e disse "Vou meter lixívia na minha varanda e é bom que abra a janela ao seu gato" Nunca mais o vi!

Em ambos os casos os donos estavam em casa. Em ambos os casos sabiam que os seus animalinhos iriam invadir propriedade alheia. Em ambos os casos não houve consideração pelos outros.
E se o aviso nada cordial não resulta-se, aí muito provavelmente chamaria a polícia.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada