Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




barrigas de aluguer: sim, não, talvez, depende.

 

justique.

publicado às 10:49


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Teresa Almeida a 03.08.2017 às 15:29

Há uns dez anos, convivi com um casal que usou a oferta de uma barriga de aluguer para terem uma criança.
Na época, achei esquisito, foi uma surpresa para mim que uma mulher que não conhecia a outra, mas só a sua história, se oferecesse para gerar uma criança sem contrapartidas.
Depois, acompanhando aquela gravidez e o nascimento da criança, aprendi a aceitar. Sei que não foi fácil nem barato, até por terem de se deslocar a outro país para todos os procedimentos, incluindo o parto. A barriga de aluguer não voltou a ver a criança.
Os Pais viram a vida retomar as «cores» que tinha perdido...

Por ter conhecido tão de perto esta situação, concordo com as barrigas de aluguer, mas não nos casos tão badalados ultimamente de quem «encomenda» quase por não ter mais que fazer.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada