Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




barrigas de aluguer: sim, não, talvez, depende.

 

justique.

publicado às 10:49


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Olivia a 03.08.2017 às 11:13

Nunca.
1. Nunca seria uma - uma gravidez é uma fase complicada... o parto também, só se fosse maluca é que faria disso um negócio, preferia comer pão duro e água das poças todos os dias.
2. Nunca recorreria a uma. Considero os filhos adotivos exatamente iguais aos biológicos, posto isto acho que existem duas opções para ter filhos. E chega.
Dou-te a minha opinião sincera, sem querer ser demasiado dura para com quem pensa nisso.
Repara, nem sequer usei argumentos de ética nem religiosos..
Imagem de perfil

De M.J. a 03.08.2017 às 11:29

1. e que tem a ver o dinheiro com isto? não pode ser somente um acto de boa vontade? de generosidade? de dar a oportunidade a quem realmente quer e não pode, de ser pai? eu acredito que haja pessoas que sintam essa vontade de ajudar. e mesmo que haja dinheiro envolvido: não é a saúde um negócio? não haveria gente que, em desespero de causa, até compraria um rim para um filho? não iriamos todos pagar aos melhores médicos se eles tivessem a cura para os nossos filhos?

2. mas então qual a diferença? por que é que um filho adotivo é um filho e um filho gerado com o teu adn noutra pessoa não é um filho? por que é que um ato é melhor do que o outro? ou mais válido?

Sem imagem de perfil

De Olivia a 03.08.2017 às 11:50

Como te disse, é a minha opinião. Barrigas de aluguer serão certamente boas oportunidades de negócio, engravidar, passar por todas as alterações físicas e psicológicas para no fim dar o bebé a alguém deve ser de uma violência tremenda não vejo ninguém fazer isto só porque sim ou porque são muito boas pessoas... quanto à adoção não entendo que seja mais ou menos válido ou melhor simplesmente sinto que as crianças institucionalizadas precisam de famílias, eu vejo isso porque lá entro, porque as crianças pedem colo, pedem para vir comigo, querem afectos, mimos...
(Estou no telemóvel e escrever aqui é dose..)
Imagem de perfil

De M.J. a 03.08.2017 às 12:28

e há outra coisa olivia... quando falas que não vês ninguém a ser barriga de aluguer por ser apenas boa pessoa... repara: não é mais ou menos o mesmo do que criar uma criança que não se gerou, apenas por boa vontade? por se querer fazer o bem? há tanta gente noutros países que adopta crianças apenas para as explorar - nos EUA havia um historial gigantesco disso. o acto de amor de gerar vida que não se cuida não é igual ao acto de cuidar de uma vida que não se gerou?

são apenas questões para refletir, nada mais. eu gosto de pensar nas outras opiniões e tenho a secreta esperança que alguém goste de questionar as minhas.
Sem imagem de perfil

De Olivia a 03.08.2017 às 12:47

Eu compreendo o que dizes, mas deixa me só dizer que engravidar para te dar um filho - mesmo que fosses a minha melhor amiga, a minha irmã era coisa que eu nunca faria, estar grávida, sentir o bebé, vomitar de tudo e mais o resto, engordar 10 quilos em cima do que já tenho... é preciso muito distanciamento para quando o vês sair de ti o dares a alguém porque afinal não é teu...
Imagem de perfil

De M.J. a 03.08.2017 às 17:15

entendo e acredito. eu não sei se seria capaz.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada