Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




todos os dias há gotas de chuva a bailar pela vida. acordamos e somos chuva. buscamos nas comezinhas coisas dos dias o aconchego à chuva que nos cai pela alma, em grossas bátegas, vendavais que fazem tamborilar os telhados que nos aconchegam os sonhos. usamos o mesmo perfume para esconder o cheiro da desolação das cheias no espírito, mesmo em dias radiosos de sol e luz.

há sempre chuva a bailar na vida.

na tua.

sei da chuva que te cai pelas costas ainda que só lhe vejam luz e cor e sorrisos discretos de quem sabe sorrir mesmo quando há vento e granizo, trovões e temporais negros na alma.

sei de ti e sinto-me abençoada por sentir a mesma chuva, quase a mesma, que sentes no correr dos dias.

hoje não chove! 

hoje há só sol e todas as gotas de chuva do mundo se transformaram em sardinheiras ruivas, vivas de sorrisos, para te lembrar que hoje não chove.

hoje, neste dia em que cresces, trazes no peito mais do que o teu coração.

parabéns.

publicado às 10:26


1 comentário

Imagem de perfil

De Gaffe a 27.04.2016 às 10:48

Deus Meu!
Acabas de me fazer chorar.

E não consigo parar um bocadinho para te dizer que te adoro!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



foto do autor



e agora dá aqui uma olhada