Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




parvoeiras.

por M.J., em 06.09.16

este blog começou porque uma pessoa parva, uma catraia mesmo parva, decidiu escrever as suas parvoíces para quem quisesse ler.

a parva escreveu e foi lida por mais gente do que alguma vez acharia. cada vez mais parva a pessoa parva que escreve esta parvoeira gostava muito de saber quem são os que acompanham a sua parvoíce desde há mais de um ano.

esta parvinha dá-vos conteúdo diário pelo que entende que não vos custaria muito acusarem-se, mesmo que não o façam por norma. 

é uma parvoíce importante. 

publicado às 14:30


81 comentários

Sem imagem de perfil

De Lady Kina a 07.09.2016 às 13:04

(olá. já sei que queres que me foda e não vais publicar e mais não sei quê, mas como te dirigiste àqueles que te lêem há mais de um ano, também vim)

Já não me lembro como aqui cheguei, mas fiquei, venho espreitar quase sempre, como sabes. Os motivos? Desde logo identifiquei, em muito do que (d)escreves, uma Catarina de há umas décadas. Ora isso atrai-me na mesma medida em que me irrita profundamente. Normalmente opto por comentar apenas movida pela irritação...
Imagem de perfil

De M.J. a 07.09.2016 às 15:13

repara: não reagiria com tamanha violência (acho) se não associasse os teus comentários apenas e só a bojardadas, recriminações, perguntas ácidas e afins. não insultos (isso sou eu) mas aquela sensação eterna de discordância.
muita gente discorda. percebi com este texto que há mais gente a discordar do que a dizê-lo. há quem o diga. e muitas das vezes sou obrigada a concordar. retrato-me imensas vezes. ando aliás para fazer um texto de todas as merdas que já escrevi e com as quais não concordo hoje em dia. assumo que me contradigo porque, sejamos francos, evoluo e isso é bom sinal.
a questão é que só te vejo nesse lado negativo. só te vejo a pegar no ponto ácido que chateia.

não és obrigada a comentar com amen. não és obrigada sequer a comentar. mas isto são palavras escritas. e se vocês sabem de mim em todos os textos eu só sei de vós no que comentam. e se só comentam no negativo não tenho pachorra para criar outra imagem que não a que crio.

este blog trouxe-me mais pessoas na vida do que eu própria. e muitas delas não me dizem amen, sim senhora. contrariam-me, chamam a atenção e dão uns gritos valentes. mas não dizem presente apenas para isso.

pronto vá, assumo que fui mais bruta que dois tratores e mais mal educada que um bebado numa taberna depois de um dia de calor. mas caramba! ia lá eu perceber que gostavas de alguma coisa do que escrevia se só te apresentavas para a critica? lá conseguia perceber o motivo que te levava a ler, a permanecer se nunca havia uma palavra simpática?

Comentar post



foto do autor


e agora dá aqui uma olhada